31 de janeiro de 2011

Beleza e Saúde:

Associadas apostam em marca 
própria para proteção da pele

Linha solar oferece proteção equilibrada contra os raios UVA e UVB e é à prova d´água



As Farmácias Associadas, que acabaram de lançar uma linha de marca própria à base de erva-mate, estão também com selo próprio para a tradicional linha solar. 


São itens que compreendem protetores para o corpo e rosto com FPS de 15 a 50, além de loção hidratante refrescante pós-sol e loção autobronzeadora que é alternativa saudável para evitar os perigos provocados pelo sol.


Segundo a farmacêutica Maria Angélica Zabaleta, responsável pelo desenvolvimento da linha de proteção para pele, os produtos passaram por testes clínicos de eficácia fotoprotetora e têm capacidade de bloquear as radiações tanto UVA como UVB. 


- É importante ressaltar que a linha auxilia na prevenção do envelhecimento precoce (manchas e rugas), queimaduras (vermelhidão e ardência) e o câncer de pele - afirma.


A linha de proteção para a pele, que integra a marca própria Revitart, vem mostrando bom desempenho nas vendas comparado a marcas tradicionais, sendo que o selo próprio representou um crescimento de 150% em relação a 2009 e projeta uma elevação de 50% para 2011.


A marca própria das Farmácias Associadas completou cinco anos e representa 68 itens que vão de produtos para higiene e beleza, perfumes, maquiagem e linha de tratamento para a pele.


Saiba mais sobre a Linha solar:


Protetor Solar Revitart – FPS 15
- Indicação: pele muito sensível que facilmente apresenta eritema.
- Ação: alta proteção contra queimaduras solares. Resistente à água, hidrata e protege a pele dos efeitos nocivos das radiações UVA e UVB. Ajuda a prevenir queimaduras solares e o envelhecimento precoce. 
- Percentual de absorção na região UVA: 84,6%
- Apresentação: Frasco com 120g
- Valor: R$12,99


Protetor Solar Revitart – FPS 30
- Indicação: pele extremamente sensível que sempre apresenta eritema.
- Ação: Altíssima proteção contra queimaduras solares. Resistente à água, hidrata e protege a pele dos efeitos nocivos das radiações UVA e UVB. Ajuda a prevenir queimaduras solares e o envelhecimento precoce da pele. 
- Percentual de absorção na região UVA: 91,7%
- Apresentação: Frasco com 120g
- Valor: R$14,99


Protetor Solar Revitart – FPS 50
- Indicação: Para pele extremamente sensível que sempre apresenta eritema.
- Ação: altíssima proteção contra queimaduras solares. Resistente à água, hidrata e protege a pele dos efeitos nocivos das radiações UVA e UVB. Ajuda a prevenir queimaduras solares e o envelhecimento precoce da pele.
- Percentual de absorção na região UVA: 94,1%
- Apresentação: Frasco com 120g
- Valor: R$22,49


Protetor Solar Facial – FPS 28 – Oil Free
- Indicação: Para pele extremamente sensível que sempre apresenta eritema.
- Formulação: Oil-free – desenvolvido especialmente para a pele do rosto.
- Ação: Altíssima proteção contra queimaduras solares. Resistente à água, hidrata e protege a pele dos efeitos nocivos das radiações UVA e UVB. Ajuda a prevenir queimaduras solares e o envelhecimento precoce da pele.
- Percentual de absorção na região UVA: 94,3%
- Apresentação: Bisnaga com 60g
- Valor: R$12,99


Bálsamo Pós-Sol – com Aloe Vera
- Indicação: hidratação, refrescância e suavidade para a pele, proporcionando conforto após a exposição solar.
- Ação: A formulação associa Aloe Vera (ação regeneradora/ hidratante/ calmante), Mentol (ação refrescante), Alantoína (ação calmante/ regeneradora/ cicatrizante) e Alfa-bisabolol (ação antiinflamatória e suavizante).|
- Modo de usar: Aplicar na pele após o banho. Como este produto contém mentol a aplicação em área próxima aos olhos poderá causar desconforto.
- Apresentação: Frasco com 120g
- Valor: R$8,95


Loção Autobronzeadora Hidratante
O uso oferece broonzeado desejado o ano todo, sem danos à pele. Ficar bronzeado sem pegar sol é uma forma inteligente de preservar a pele do envelhecimento precoce provocado pelo sol.
- Apresentação: Frasco com 120g
- Como age a Loção Hidratante Autobronzeadora Revitart: A loção desencadeia cor graças a um composto ativo chamado DHA (dihidroxiacetona). Quando em contato com a pele, essa substância, derivada do açúcar, reage com a queratina das células da epiderme, produzindo o desejado tom moreno (falso bronze). É uma alternativa diante dos perigos provocados pelo sol.
O que é DHA (Dihidroxiacetona)? É uma substância fisiológica, derivada da frutose, que promove uma coloração apenas na camada superficial da pele, não interferindo na pigmentação natural.
- Indicação: Para quem quer, ou precisa obter um bronzeado sem exposição ao sol. Ideal, também, para intensificar ou prolongar o efeito do bronzeado natural.
- Valor: R$11,99


28 de janeiro de 2011

Pelos homens do mar



Nossa Senhora dos Navegantes, Iemanjá, não importa o credo, não importa o nome. Acreditar na vida, num novo dia, é uma de nossas melhores peculiaridades. E foi pela força da fé de seus filhos que a festa mais antiga do Estado em louvor a Padroeira dos Navegantes, comemora o bicentenário em São José do Norte. Uma data sempre marcada por muitas histórias, inúmeras lições. Promovida para agradecer e orar por quem vive ou um dia já viveu ao destino sempre incerto sob as águas. 

Por Bruno Zanini Kairalla
Contato: bruno.kairalla@gmail.com
Imagens: Bruno Kairalla/Divulgação


São José do Norte é por si só uma terra surpreendente. Com mais de 25 mil habitantes, o clima por lá é de renovação devido o aguardado renascimento de sua economia, agora impulsionada pela promessa de instalação de estaleiros e de novos empreendimentos. 

Clima este alimentado também por ricos cenários naturais e um povo guerreiro, de natureza simples, integralmente voltado à fé, ao mar ou mesmo a Laguna dos Patos. É motivado por qualquer um destes elementos que muitos explicam suas origens, contam suas histórias. 

Para os nortenses, a fé não apenas move montanhas, como também possui o poder de levar até elas. E desta forma, a "Mui Heróica Villa" comemora orgulhosamente desde a última segunda-feira, 24, o bicentenário da festa religiosa mais antiga e tradicional do Estado: a Festa de Nossa Senhora dos Navegantes.


Para comemorar os 200 anos, o Município vizinho e irmão da cidade do Rio Grande, e, com ela, também berço deste Estado, desenvolve uma extensa programação religiosa, social e cultural. Entretanto, por trás de suas atrações, estão pessoas, mulheres, que há anos se dedicam ao evento, como dona Aída da Costa Vieira (abaixo).

Dos 200 anos de caminhada, dona Aída possui 84. Conheceu a tradicional festa ainda bebê, quando foi levada por sua mãe até a Santa. Passar os conhecimentos religiosos e fazer com que a fé se firme entre gerações é um compromisso familiar ainda hoje presente em São José do Norte. 

Ainda mais para dona Aída, mãe de nove filhos e, inacreditavelmente, avó e bisavó de 82 de netos/bisnetos. “Não. Este número era quando comemorei os 75 anos”, corrige-se. “Sou tataravó de 14 tataranetos”, informa ela, avó, portanto, de três gerações. E a fé, pergunte a dona Aída, também está presente em todos os membros da família.

Pela idade avançada, hoje, dona Aída atua como ajudante voluntária na organização da Festa, mas seu envolvimento já foi mais intenso. Ao lado do marido, também já foi uma das festeiras da tradicional Festa. Como voluntária e também uma das fundadoras, atende há quase 40 anos as comunidades de Jesus de Nazaré e de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, esta última na localidade conhecida por “cidade baixa”. 

As duas comunidades estão ligadas a Matriz São José, onde foi batizada e atua como ministra da eucaristia. Também presta trabalho voluntário para a pastoral da criança.

Como a própria menciona, passa mais na rua do que em casa. Levanta na madrugada para cumprir com as atividades. - Desde menina, minha mãe me deu [ensinou] esse caminho da Igreja - expõe ela, que estudou até a 6ª série. 

A nortense recorda do tempo em que as ruas de sua cidade eram tomadas de areia. - As casas eram separadas apenas por plantas. Ao invés de muros, plantas. Meu pai foi um dos primeiros capatazes da Prefeitura - indica ela, saudando os 84 anos de sua memória.


Bom e se é para falar do bicentenário e contar histórias, ela faz questão de começar pelas duas estrofes iniciais do hino de sua cidade: - Eu sou nortense e tenho amor a minha terra - Morro por ela no campo ou na cidade. Sobre a Festa, dona Aída apura que um dos principais objetivos da equipe é resgatar tudo o que pertence a sua história. O que considera mais importante deste bicentenário? O respeito e a preservação das tradições. Um momento feito, segundo ela, para orar e agradecer. 

- Pedimos muito por graças, a todo instante. Alguns acham que elas não chegam, acham que não as recebem, no entanto, só pelo fato de estarmos vivos, demonstra que as recebemos diariamente - ensina.

Casada por 56 anos e há onze viúva, seu marido atuou como pescador. A pesca também foi o principal ganha pão da família. No norte, a profissão é a principal aliada da economia; técnicas e conhecimentos repassados de pais para filhos. 


E com tantos filhos, netos e genros que atuam pelas águas nortenses, não é difícil compreender a devoção a Padroeira dos Navegantes, pois a memória também está fortemente ligada a ela. 

- Lembro das vezes que fui chorar nas areias da praia do Mar Grosso, quando eles saíam para o mar e demoravam a retornar. Das angústias dos temporais, das faltas e falsas informações que chegavam, dos momentos que meu marido retornava quase morto para casa. Em todos essas ocasiões, Nossa Senhora estava ali, presente comigo, dentro de mim, envolta aos meus sentimentos - denuncia ela. 

- Todo o homem que vai para o mar, não sabe se volta. Bem, só o que peço a ela é que dê muita força para todos os navegantes. Rezando a gente alcança. É preciso nunca perder a fé na vida - finaliza dona Aída. 


O resgate da cultura

Esta foi a resposta da notável nortense Angélica Souza de Souza (imagem acima), 21 anos, sobre a importância da Festa de navegantes mais antiga do Estado. 
Princesa em 2009 da 12ª Festa do Mar, Angélica observa também sobre o que ela representa para a sua cidade. 

- Uma semana que a união é mais forte. Todos esperam por esse dia. Quando ele chega, todos se tornam um só - argumenta ela, filha de pescador. Assim como dona Aída, a nortense também já passou por “vários momentos de tensão”, alimentados geralmente pelos dias de mau tempo, e nas tempestades em alto mar.
- Quando estão no mar, o sentimento para quem fica em terra é o de angústia, de ansiedade, pois muitos passam mais de 15 dias sob as águas. Com isso, aprendemos a lidar com a saudade e a ter fé, a orar e acreditar que tudo está bem. Quem tem fé e acredita se sente protegido -, sinaliza Angélica. 

A nortense aponta que a Festa também proporciona momentos para uma reflexão interna, além de poder ouvir histórias, estar do lado de quem se gosta, agradecendo por quem retorna do mar e orando por quem por ele foi levado. - Na Festa é impossível não se emocionar. Tudo fica ainda mais vivo. Detalhes e paisagens que no dia a dia nem percebemos e estão sempre ali, contemplando-nos - ressalta.

E já que estamos falando em resgate de cultura, num dos salões paroquiais da Matriz São José foi aberta nesta semana uma exposição que remonta um pouco do cenário deste bicentenário, através de um acervo que apresenta diferentes objetos, como castiçais, fotografias de edições anteriores, vestimentas, imagens e quadros de reconhecidos artistas plásticos da região.

E foi neste local que acabamos encontramos o casal de Passo Fundo (RS), Claudia Aresi, 36 anos, e Márcio Soares, de 33. Atraídos pelas belas paisagens e a rica arquitetura colonial portuguesa, Cláudia e Márcio foram conferir o centro histórico e tombado de São José do Norte. 


Casados há sete anos, disseram-se encantados com que viram na região. No encontro, revelaram ainda que não sabiam do bicentenário da Festa, nem que ela era a mais antiga do Estado, porém, foi uma ótima oportunidade para conhecê-la. “Tudo está muito bonito, valeu o passeio”, declarou satisfeito o casal.


Antes da partida de nossa Mui Heróica Villa, eis que se apresenta dona Conceição Gautério Paganelle, de 60 anos, uma das festeiras da festa. Batizada no dia 02 de fevereiro de 1950, dona Conceição nos conta que nasceu muito doente. 

Apesar dos médicos não acreditarem em sua recuperação, Conceição fala que sua avó e madrinha, Clotilde, decidiu lhe colocar aos pés de Nossa Senhora dos Navegantes, dentro da caravela usada para levar a imagem até o mar, pedindo e orando pela recuperação de sua neta. 


Com a recuperação, o batismo e também a devoção. - Tudo o que eu peço, ela me ouve e me dá. Converso muito com ela, sobre tudo. Sou muito grata pelas graças alcançadas e por tudo que ela já intercedeu por mim - declara.

Histórias & Curiosidades 

Fonte: Prefeitura de São José do Norte

- Há 18 anos, a Festa foi incluída nos eventos oficiais do Município de São José do Norte.


- Construída em 1830 e inaugurada oficialmente em 02 de fevereiro de 1855, a Matriz São José (acima) guarda em sua história relatos de que, na verdade, esta inauguração teria sido realizada em 1º de fevereiro de 1860, pelo vigário Francisco Rodrigues, com o nome de “Nossa Senhora dos Navegantes”. Antes da Matriz, a principal capela era uma sucursal da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, presente na localidade do Estreito.

- O movimento de festividades em veneração à Nossa Senhora dos Navegantes foi iniciado por um grupo de homens engajados nas operações de carga e descarga que atuavam nos navios fundeados, prestando atendimento através de catraias [pequenas barcos]. A escolha do dia 02 de fevereiro se deu pelo calendário católico, que dedica este dia à Purificação de Nossa Senhora.

- Em 1811 utilizavam, no entanto, uma imagem de Nossa Senhora do Rosário, visto não existir figura alguma da Virgem. No dia, as catraias eram ornamentadas, acompanhadas pelo vigário da povoação. A procissão seguia até a praia, quando todos tomavam seus lugares nas catraias, partindo em direção aos navios fundeados. Ao passar por eles, o vigário lançava a sua bênção enquanto os fiéis posicionavam suas oferendas florais nas águas.


- Anos depois, o templo de São José ganhou a sua imagem de Nossa Senhora dos Navegantes, sendo oferecida a Irmandade por capitães, mestres tripulantes de variadas categorias, homens que, vivendo os perigos do mar, em frágeis embarcações, enchiam-se de fé para implorar a proteção da Virgem. Feita na Bahia, a Imagem era de pequenas dimensões.



- Colocada no interior de um barquinho delicadamente confeccionado, a imagem chegou ao Rio Grande no dia 21 de dezembro de 1875 e logo foi levada para a Igreja Matriz São José, na época ainda conhecida como Nossa Senhora dos Navegantes da Vila do Norte, levada em procissão pelo canal, a bordo de uma catraia rebocada e seguida por um extenso cortejo de embarcações.

Serviço 
- O quê: Bicentenário da Festa de Nossa Senhora dos Navegantes
- Até quando: 02 de fevereiro 
- Local: Igreja Matriz de São José
- Informações: (53) 3238-1136
- Acesse: www.festadosnavegantes.com.br


Programe-se

Sábado, 29.11
07h30 - Terço Matinal (Matriz São José)
09h - Abertura da Feira das Exposições, dos Museus e da Feira de Artesanato; Programa no Compasso da Cultura, ao vivo na rádio Nativa
17h - Grupo teatral, Caras de Pau, em: "Histórias de Pescador", no palco de shows
19h - Apresentação da Banda Democrata, no palco de shows
21h - Na Matriz São José, 6ª noite da Novena - Tema: "Com Maria aprendemos a ser missionários, fortes e solidários".
22h - Entrega de prêmios aos vencedores do Concurso Literário e show da banda Status Offline no palco de shows

Domingo, 30.11 
07h30 - Terço Matinal (Matriz São José)
10h - Abertura da Feira de Artesanato, das Exposições e dos Museus
17h - Mateada rádio Oceano FM; apresentação de invernadas e do projeto Semente Esperança no palco de shows
21h - 7ª Noite da Novena - Matriz São José
22h - Show da banda CIA MP5 e Quinteto, no palco de shows

Segunda-feira, 31.01
07h30 - Terço Matinal (Matriz São José)
18h - Abertura da Feira de Artesanato, das Exposições e dos Museus
21h - 8ª Noite da Novena - Matriz São José
22h - No palco de shows, a banda Tchê Forró
Terça-feira, 01º.02
07h30 - Terço Matinal (Matriz São José)
18h - Abertura da Feira de Artesanato, das Exposições e dos Museus
21h - 9ª Noite de Novena (Matriz São José)
22h - No palco de shows, o som da Cia do Maxixe

Quarta-feira, 02.02
07h30 - Missa da Luz - Dia da Festa de N. Sra. dos Navegantes
09h - Abertura da Feira de Artesanato, das Exposições e dos Museus
10h30 - Missa Festiva: "Com Maria, na fé e na perseverança celebramos 200 anos de caminhada"
12h - Almoço no salão paroquial e na sede do E. C. Liberal
15h - Procissão Marítima e Benção dos Barcos
16h - Missa com Frei Giribone
18h30 - Chegada da procissão marítima e procissão terrestre
19h - Escolha dos novos Festeiros e sorteio da rifa
19h30 - Baile dos festeiros - Local: Salão Paroquial
21h - Show com as bandas Foliões do Forró e Tchê Forró - Encerramento: Show Pirotécnico

23 de janeiro de 2011

A firmação da essência:

O que querem 
as novas mulheres?
A modelo e estudante de biologia, Gabriele Alves, vulgo, Ke$ha 
(Foto: Bruno Kairalla)

Texto e imagens:
 Bruno Zanini Kairalla 
bruno.kairalla@gmail.com
www.twitter.com/bzkairalla

Elas já driblaram o mercado e conquistaram a presidência da República. Com um cenário cada vez mais voltado para elas, a mulher desta nova década está mais distante da frágil, inocente e bobinha mocinha. 


Menos coniventes com quem tenta dissuadi-las de seus interesses, elas não tapam mais o sol com a peneira, não fazem mais o papel de tolinhas. No sexo, querem sentir o seu prazer máximo. Na arte da conquista não esperam mais o caçador: partem para a caça! 


A acadêmica de Física da Furg, Iuna Botelho 
(Foto: Bruno Kairalla)

Ousadas, sim, inquietas e donas do que almejam para as suas vidas, não aceitam rótulos e imposições. Nada que atrapalhe ou as distancie de seu crescimento, de seus valores. 


Entretanto, continuam sensíveis, sentimentais, multifuncionais e inteiramente absorvidas pela beleza.  




Seguem sedentas consumistas, mas também permanecem idealistas. Ainda possuem o desejo de serem mães, apesar da decisão mais tardia, por conta da segurança, principalmente, a emocional. 


Querem sim um dia se casar, mas já deixaram a ideia de “príncipes encantados” soterrados no passado. A procura é por parceiros menos egocêntricos, mais fiéis e protetores. Buscam a cumplicidade em suas relações. 




Autenticas, polêmicas e muito audaciosas, as cantoras Lady Gaga (à direita) e Ke$ha (à esq.), abalaram o cenário musical ao surgirem para os holofotes já no início de 2010. Além da alta popularidade, elas se tornaram uma referência de comportamento para muitas jovens.



Próximas de completarem uma nova primavera, as aquarianas da nova geração, Gabriele Alves e Iuna Botelho, toparam o desafio de viver por um dia as atuais musas internacionais do cenário fonográfico, mostrando que além da semelhança física também compartilham de um mesmo modo de encarar a vida. 


Edição limitada



Pé no chão, coração na mão. Assim é Gabriele de Oliveira Alves (foto), próxima da maioridade, dos esperados 21 anos. Agora a moça se prepara para entrar numa nova fase ao ingressar no curso de Biologia. Porém, muito antes da formação acadêmica que pretende seguir, ela já sabia o que queria. 




Atraída e devorada pelas lentes fotográficas e também pelas passarelas, Gaby ou Ke$ha, como já é reconhecida, iniciou a carreira de modelo aos seis meses, quando ainda bebê passou a fazer propagandas para o Laboratório Wilde e outras clínicas pediátricas da cidade. 


Anos depois, a beleza e o talento dessa charmosa papareia foram descobertos por um caça-talentos da agência Four Models. 


Pela agência, a aquariana do próximo dia 27, participou de desfiles em São Paulo e de eventos da capital gaúcha. Atualmente, a modelo é agenciada pela Mfaces e Five Models, ambas da capital paulistana. 


Comunicativa, extrovertida e com ampla rede de contato, Gaby conquista pela energia, pelo caráter e espontaneidade. 




Boa parte dos conceitos que tem da vida herdou de sua guerreira, uma fonte de inspiração. Da mãe, sabe que pode contar com todo o apoio, até mesmo nas ideias mais ousadas. Foi criada em meio a liberdade. 


Ciente de que a carreira que segue é concorrida, a jovem brincalhona e de atitude forte revela o que a torna visível no mercado: a segurança, a persistência e determinação.


Também desfruta de uma boa dose de sua intuição. O namorado é também seu confidente, escudeiro. É com quem compartilha os prazeres da vida. Como ela mesma brinca em seu Orkut, Gaby é uma “edição limitada de fábrica falida”. Perceba abaixo, o que a torna simplesmente atraente.


PERFIL 



Personalidade: “Sou uma pessoa livre, forte, independente e bem disposta. Insisto em viver a vida da forma como bem entendo, mesmo que essa convicção me obrigue a ignorar o tradicional”.


No que se diferencia das mulheres passadas: “Na sinceridade e na vontade de crescer, não importando os desafios que a vida oferece”.


O que preserva das gerações passadas: “Sem dúvida, a responsabilidade e a pontualidade dos compromissos. São traços comuns e marcantes da minha personalidade. Só acho que deveria ser mais paciente...”


A nova mulher: “É aquela que acorda todo dia pulando da cama já devorando o café e o jornal. Com volante nas mãos, salto no acelerador e coração queimando, chegamos ao trabalho e mil ligações, mil vozes, pensamentos. Ainda temos que permanecer lindas, cheirosas e gostosas. Cara pintada e alma todo dia sendo lavada. Hoje mais do que mulheres somos artistas. Não desisto da raia facilmente. Quanto mais difícil, mais saborosa a vitória”.


Atração e beleza feminina: “Considero-me uma mulher atraente, pois entendo que a atração não está apenas ligada ao estereótipo feminino, mas a personalidade de cada indivíduo”.


O que não muda no comportamento feminino: “A luta pelos nossos direitos”. 



Ideia que define sua atual perspectiva de vida: "(...) não sou mulher de arrependimentos, de olhar pra trás, essas coisas. A gente tem que mirar no alvo e atirar, pronto, foi. A flecha não volta. Se acertamos ou erramos, não tem volta. Foi assim que levei a vida sempre" - Caio F. Abreu. 


Sonhos: “Em me tornar independente e conquistar o que desejo através do meu esforço”.



Ke$ha: “Gosto dela, pois ela se mostra uma mulher livre, autoritária, sem medo das opiniões alheias, expondo isso, seja através do seu comportamento, no modo em que se veste ou como escreve. Prezo a despreocupação do padrão criado por uma sociedade moralista, que defende que todos devem ser e agir com as mesmas posturas”.


Assuntos que despertam seu interesse: “Música, moda, literatura e o próprio cotidiano”




3 Músicas para 3 momentos: Juliette and The Licks – “Bullshit King”, para extravasar; Ludov, para fugir do País ou em momentos de reflexão, e, Janelle Monáe – “Without A Fight”, para os exercícios físicos.

Tipo que chama sua atenção: “Homem inteligente e de personalidade forte”.


Rumo a NASA



Mais do que um avião, ela é um imenso foguete. O tamanho de seus sonhos possui a dimensão da NASA. Entrando na faixa dos 20 anos no dia 16 de fevereiro, Iuna de Leon Botelho, possui os traços que ligam suas características físicas e o estilo livre de correntes ao atual fenômeno, Lady Gaga. 


Sensível, autêntica, ela guarda na expressão do olhar, o jeito meigo e enigmático de menina, pronta a debutar, pronta a surpreender. Não tente desvendá-la, apenas compreenda-a.


Transformações, ela conhece bem. Mutante, comandante do próprio universo, não é muito de se expor, falar, falar, falar... É direta em sua linguagem, rápida e veloz como seu raciocínio exige nos turbilhões de seus pensamentos. 




Também gosta de decifrar o mundo, a ciência e o meio em que vive. Inteligente, Iuna mostra neste ensaio fotográfico o seu lado mais mulher, dona do seu próprio espaço. Personalidade forte e inquietante, a bela jovem é natural da cidade de Pedro Osório (RS). 


Em 2008, ingressou no curso de Matemática Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande (Furg). Neste curso, permaneceu até o início de 2010, quando percebeu que seu lugar era mesmo no alucinante e envolvente mundo da Física. 

É nesta ciência que ela hoje se encontra, certa de que possui pela frente um mundo inteiro para desbravar. Novas fases virão para esta menina mulher que é um verdadeiro furacão.
PERFIL  



Personalidade: “É forte. Não deixo que ninguém passe por cima ou pise em mim. Também sou muito orgulhosa; gostaria de ser menos”.


A nova mulher: “A mulher atual é descolada, tem a sua liberdade de ir a qualquer lugar com a roupa e o jeito que quiser, não tem medo de qualquer tipo de repressão. Enquadro-me nesta nova mulher por conquistar o meu espaço, ter uma opinião forte sobre tudo e poder expressá-la livremente, sem receios”.




No que se diferencia das mulheres passadas: “A principal, diria que é a liberdade; não somos mais reprimidas”.
O que preserva das gerações passadas: “Ser determinada em tudo o que faço".


Ideia que define sua atual perspectiva de vida: "O único lugar que o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário" - Albert Einstein. 


O que não muda no comportamento feminino: “O seu próprio “machismo” em achar que os homens sempre devem tomar a iniciativa e fazer as coisas”.




3 Músicas para 3 momentos: Lady Gaga - “Bad Romance”, num momento complicado; Janne Da Arc - “Wild Fang”, nos momentos de realização, e Nickelback - “How You Remind Me”, no último ano do 2° grau, que, por sinal, foi maravilhoso!


Assuntos que despertam interesse: “Astrofísica é um assunto que me chama muito atenção, além das festas, claro”.




Lady Gaga: “Ela é incrível, pois expressa através da música toda a sua criatividade, sem medo de se expor e eu acho que isso serve de inspiração para que as novas gerações sigam o mesmo caminho”.




Atração e beleza feminina: “Sou atraente pelo simples fato de me olhar no espelho e me ver bem. Gosto do que vejo e de perceber o meu crescimento”.

Tipo que chama sua atenção: “Homens inteligentes e também tímidos”.


Sonhos: “O maior deles é um dia trabalhar para a NASA e depois constituir uma família”.




AGRADECIMENTO ESPECIAL
Carpe Diem – Festas e Eventos 
- Endereço: Rua General Gâmara, 422. 
- Contato: (53) 3035-5333. 
- Acesse: www.carpediemfestas.com




PARTICIPE: 
Responda em nossos comentários: 
"O que querem as mulheres?" 


Homens e mulheres, participem da 4ª edição da série
"Solteiros sim, Sozinhos NUNCA!
Envie e-mail para: sozinhos.nunca@gmail.com. 
Lembre-se: Nome , idade e telefone/celular! 

14 de janeiro de 2011

O remédio do bem-estar

Especialistas afirmam que a influência solar altera o estado de espírito das pessoas e aflora o bom humor.


Apesar das alterações climáticas e da mistura de temperaturas fora de estação, o verão chegou, e esse clima quente interfere no estado de espírito das pessoas. 


Nessa época onde os dias são mais longos e calorosos, as pessoas tentem a sair mais, interagir com a natureza, ir aos parques, rios e praias. 


Com tudo isto convidando a expor-se para o social, o bom humor aflora, e um dos motivos que faz com que todos se sintam mais felizes diante das altas temperaturas é a influência solar.

A psicanalista Soraya Hissa afirma que com a chegada do verão ocorre uma mudança no comportamento das pessoas. Elas ficam mais bem-humoradas, comem menos, tomam mais líquidos e suam mais. 


Segundo ela, esse comportamento muda por causa da aproximação do sol e o brilho que ele transmite, provocando uma reação no organismo das pessoas. 


- Os raios solares estimulam a produção de mais serotonina, substância que é responsável por melhorar o humor, causando uma sensação de bem-estar - afirma a psicanalista.



A serotonina está associada a uma sensação agradável e desempenha um papel importante no sistema nervoso. Entre as suas funções está a regulação do sono, além do controle da temperatura corporal e do apetite. 


A serotonina é um hormônio que relaxa e, ao mesmo tempo, acorda o cérebro para experiências animadas, entusiasmadas, além de favorecer a qualidade do sono.



Pesquisadores da Universidade de Surrey, na Inglaterra, fizeram um mapeamento no cérebro de 88 voluntários entre os anos de 1999 e 2003 e descobriram a atividade de uma proteína que bloqueia a serotonina, resultando na maior possibilidade do indivíduo ter um humor negativo.

No entanto, Soraya diz que em estações de outono e inverno, onde o tempo está fechado e as temperaturas estão mais baixas, as pessoas tendem a ficar reclusas, contidas e sonolentas. 


- No verão, além das reações químicas positivas, o sol traz ao organismo benefícios psicológicos. Nessa estação, tudo nos convida a momentos atrativos e ao convívio social, fazendo com que o bom humor apareça - afirma a psicanalista.



É importante ressaltar que é possível regular o humor e a qualidade de vida para que não oscilem junto com as mudanças climáticas. 


Segundo a fisioterapeuta Tatiana Campos Rocha, praticar atividades físicas aumenta a produção de endorfina, substância que está ligada à sensação de bem-estar, que é uma boa maneira de manter o bom humor independente da estação.


A fisioterapeuta afirma que a endorfina é produzida durante e depois da atividade e regula as emoções. Segundo ela, as atividades físicas que acabam acontecendo durante a estação do verão, também aumentam a produção dos hormônios da alegria e felicidade. 


- A substância é considerada um analgésico natural e ajuda na redução do estresse e ansiedade, aliviando as tensões e estimulando o bem-estar - afirma Tatiana.




Soraya Hissa completa que o exercício físico estimula as endorfinas, e que feito ao ar livre se torna mais eficiente. 


Segundo Tatiana, além de atividades físicas, existem também tratamentos para liberar endorfinas como as massagens e alongamentos terapêuticos, onde é realizado um trabalho através do autoconhecimento corporal, relaxamento e bem-estar.




Soraya Hissa
Geriatra, endocrinologista e psicanalista.

Tatiana Campos
Fisioterapeuta com pós-graduação em Fisioterapia Cardiorrespiratória. Atua em domicílio e em clínica própria, o Espaço Equilíbrio, com atendimentos que incluem: Drenagem Linfática Manual, Reabilitação Vascular e Vascular Periférica, Pré e Pós-operatório (geral e plástica), Reabilitação na ATM, Alongamento Terapêutico (técnicas de solo), Reabilitação Cardiorrespiratória e Reabilitação Geriátrica e Fisioterapia Respiratória e Dermato-Funcional.



Ampla Soluções em Comunicação
Rua Visconde de Taunay, 61A - São Lucas
Belo Horizonte - MG - 30240-300
(31) 3225-1116 / 3221-9241